Abrir Menu

O que um Gestor Hospitalar precisa ter para ser um bom profissional

O Gestor Hospitalar enfrenta alguns desafios e é extremamente exigido em sua função. Mas para ser um bom gestor é preciso ter algumas características que iremos descobrir nesse texto.


Existe muito mais num hospital do que muitas pessoas imaginam, enfermeiros, médicos e pacientes são apenas a ponta do iceberg. Para gerir tamanho empreendimento, é necessário um profissional capacitado que saiba gerir todos os setores.

A Gestão no hospital não é um assunto fácil, até porque não é qualquer profissional que tem a capacidade de administrar bem um local que cuida de vidas.

Este presente artigo irá tratar do gestor hospitalar, quais são as habilidades que este profissional necessita para desempenhar bem a sua função. 

Gestor Hospitalar: O que faz?

Um gestor hospitalar é um administrador, ele é responsável por reger os recursos hospitalares, quer ele seja de cunho público ou privado, como o financeiro, logístico, sanitário e mais. Tudo isso para garantir o melhor serviço com segurança e qualidade para o paciente. 

O profissional pode até mesmo não ser muito visto pelas pessoas, todavia ele é de suma importância para que tudo o que o paciente vier a precisar, chegue na hora certa.

A busca por uma gestão de qualidade deve ser feita procurando, incessantemente, o ótimo resultado com o melhor custo-benefício possível para a organização.

Algumas qualidades são imprescindíveis para o profissional que deseja atuar nesta área:

 

* Sede por conhecimento

* Ser organizado

* Espírito de liderança

* Sociabilidade

* Perfil analítico

 

Estas virtudes no gestor hospitalar farão toda a diferença no dia a dia da equipe de profissionais, nos recursos administrados e, principalmente, na vida dos pacientes. 

Sede por conhecimento

É preciso ter um conhecimento técnico sobre a saúde para tomar as melhores decisões. Diferente de qualquer outro tipo de gestão, a administração de um hospital não apenas afeta o seu orçamento, mas a vida das pessoas.

O conhecimento na área da saúde deve ser profundo e atualizado, o profissional precisa estar atento a qualquer inovação do setor.

Ser organizado

A alguns anos um vídeo “viralizou” na internet, nele um homem falava que antes de você se preocupar em salvar o mundo, se preocupe primeiro em arrumar o seu quarto. Como tudo na vida, algumas pessoas gostaram do que aquele palestrante falava, já outras nem tanto, mas quando se trata de gestão hospitalar isso deve ser uma realidade.

A questão não é se a pessoa forra ou não a cama e sim o que ela é, no sentido que para ser um bom gestor hospitalar é preciso ser organizado, senão muitas pessoas vão ser prejudicada com a desorganização do profissional.

Imagine faltar algum medicamente por causa de um descuido do gestor, o setor da saúde lida diariamente com vidas, logo toda atenção é pouca.

Alguém que é intrinsecamente organizado, agirá para proporcionar uma gestão de todo o hospital com ordem, segurança e qualidade. 

Espírito de liderança

Não há espaço para alguém ser um gestor se esta pessoa não tiver o espírito de liderança necessário. Afinal de contas, ele trabalhará administrando recursos e pessoas e precisará antecipar possíveis problemas. 

O bom líder não é aquele que faz tudo, é na verdade aquele que sabe quando, onde e para quem delegar funções. Quando ele toma as atitudes corretas, não precisará ficar interferindo no trabalho da equipe a todo o momento, será necessário apenas a supervisão.

O profissional também deverá servir como exemplo de conduta no ambiente de trabalho, pronto a todo o momento para ajustar sempre que possível e auxiliar os funcionários, tirando suas dúvidas quanto a elaboração de determinada tarefa.

 

 

Sociabilidade

Relacionamento é a chave para o sucesso, parece até uma frase que é encontrada no para-choque daqueles caminhões que rodam por todo o Brasil, mesmo que seja, não deixa de ser verdade.

Cultivar relacionamentos facilita muito a vida em qualquer local de trabalho, muito mais na área da saúde.

Momentos difíceis irão acontecer e o bom gestor deverá ter sabedoria para tentar ao máximo contornar a situação. Quando estes momentos envolverem o paciente, deverá ter ainda mais cuidado, pois muitos sentimentos estão envolvidos, assim como esperança e frustrações, portanto é preciso ter flexibilidade para saber lidar quando as situações difíceis baterem a porta.

A rigidez em muitos momentos só fará que os problemas sejam mais acentuados, ou na melhor das hipóteses, sejam varridos para debaixo do tapete. É preciso ser flexível e demonstrar empatia sempre que necessário.

Perfil analítico

Analisar dados quantitativos e quantitativos faz parte da rotina de todo gestor hospitalar, pois ele será responsável por administrar de maneira a tomar as melhores decisões.

O profissional também deverá ter em mãos os resultados e os objetivos para desenvolver estratégias com consigam atingir a meta. Isto só será possível através dos números que são coletados e analisados pelo gestor. 

Um profissional com o perfil analítico ajudará o hospital a crescer e a prestar um ótimo serviço à comunidade.

Conclusão

Estas são qualidades imprescindíveis que todo gestor deve ter para conseguir ter sucesso no trabalho.

Para aqueles que estejam interessados nesta profissão, o recomendável e começar a cultivar essas qualidades desde já. Será uma tarefa árdua e para toda a vida, contudo, recompensadora. 

Cada dia surge mais e mais profissionais qualificados para compreender toda a complexidade da saúde brasileira e você também poderá fazer parte desse time.

Por Comunicação IEPG - Pós-Graduação


Voltar