Logo IEPG Pós-Graduação

Blog

Empresas X Meio Ambiente

Com o aumento da população, as indústrias em um modo geral, estão tendo que produzir sempre em longa escala, visando lucratividade e maior visibilidade no mercado. Diante desse cenário, principalmente em grandes metrópoles com a construção dos polos industriais, surgiu a necessidade quase imediata de abrir as portas para um perito ou auditor ambiental.

Os órgãos responsáveis pela fiscalização ambiental, amparados pela constituição, possuem agente fiscais para verificar se as empresas estão cumprindo a legislação ambiental. Muitas vezes por denúncia da própria comunidade, empresas se veem em apuros por não compreender onde estariam errando.

Para um auditor, antecipar qualquer tipo de situação, em que uma empresa é pega por não cumprir as leis ambientais, é seu papel principal. Grandes impactos geram prejuízos muitas vezes não só ambientais, mas para própria empresa um atraso de seu planejamento. O papel do auditor é verificar as conformidades e o ponto a ponto dos processos e montar uma avaliação confidencial para a diretoria. Prevê orçamentos e investimentos indispensáveis para cumprir a legislação.

Para o perito ambiental, seu papel nas empresas e em órgãos judiciais tomou uma dimensão e uma necessidade a mais após a vigência das Leis de Crimes Ambientais, Lei 9605/98 que descreve condutas potencialmente lesivas ao meio ambiente. O perito ambiental apura e quantifica todos os danos causados ao meio ambiente tais como danos ao solo, aos lençóis freáticos, à fauna, à flora, à paisagem, à saúde, à cultura entro outro. É uma atuação multidisciplinar, isso que o diferencia do tradicional perito judicial. A própria lei e seu artigo 19, determina a perícia para constatação de provas.

Bom, acho que ficou mais claro para os interessados em cursar a Pós em Perícia, Auditoria e Gestão Ambiental seus campos de atuação, legislação e sua real necessidade dentro de empresas em crescimento e que sem quer acabam provocando grandes danos ambientais, muitas vezes irreversíveis.

As empresas devem entender que a busca é por um desenvolvimento econômico e social, sem que isto resulte em perdas ambientais.

 

 

VOLTAR

Parceiros